Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Campo de Provas Brigadeiro Velloso, em Novo Progresso (PA), completa 35 anos
Início do conteúdo da página

Campo de Provas Brigadeiro Velloso, em Novo Progresso (PA), completa 35 anos

Publicado: Segunda, 09 de Abril de 2018, 12h05

Serra do Cachimbo (PA), 9/4/2018 - Foi comemorado na última  quarta-feira (4) o trigésimo quinto aniversário do Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), pertencente ao Comando da Aeronáutica, localizado no município de Novo Progresso, no Pará. O local foi criado para atender ao adestramento operacional das Forças Armadas. Atualmente, é usado pelas três Forças, em especial a Força Aérea Brasileira (FAB) e o Exército Brasileiro.

“São 35 anos de superações sucessivas, enfrentando as forças opositoras da selva amazônica, as imensas dificuldades logísticas, dentre outros tantos óbices”, disse o tenente-coronel Aviador André Maurício Schineider, comandante do CPBV, durante a cerimônia, realizada no setor administrativo do campo.



Área operacional

O Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV) tem cerca de 22 mil quilômetros quadrados - extensão que corresponde ao tamanho do Estado de Sergipe. A área é dividida em duas partes: administrativo e operacional.

A parte operacional compreende o estande de tiro para aeronaves, pista de pouso e alvos espalhados por toda a área, porém com a delimitação de área verde e dos mananciais da Serra do Cachimbo (área preservada pela Aeronáutica).



O CPBV no contexto Defesa e meio ambiente

A organização militar é um importante divisor de águas e um local de manutenção da biodiversidade do norte brasileiro, principalmente por se localizar em praticamente toda área do alto da Serra do Cachimbo. Por isso, a FAB é a instituição que consegue fiscalizar e manter intacta quase toda área.

Histórico

Nas décadas seguintes ao fim da Segunda Guerra Mundial, o Brasil possuía cerca de 16 companhias aéreas e o segundo maior movimento aéreo do mundo. Contudo, a navegação para o norte do país, partindo do sudeste do país, era feita apenas pelo litoral, até Belém, com a rota existente e homologada pela então Diretoria de rotas
Aéreas. Com isso, buscaram-se novos locais de pouso no interior do país.



Em 3 de setembro de 1950, duas aeronaves pousaram em uma clareira arenosa na Serra do Cachimbo, dando início a história do Campo de Provas. A partir deste pouso, obras para melhorias foram inauguradas em janeiro de 1954. Mas, a comemoração do aniversário do CPBV só ocorreu em 7 de março de 1983, após a criação de um grupo técnico para a implantação de um Campo de Provas para as Forças Armadas, por solicitação, na época, do Estado-maior das Forças Armadas (EMFA).

Inúmeras tentativas de invasões para a extração de madeira ou de minérios foram e são repelidas como forma de contribuição de legado para gerações futuras.

PROFESP – Forças no esporte

O Ministério da Defesa, por meio do Projeto Forças no Esporte (PROFESP) se faz presente na região. No mês de abril, iniciam-se as atividades com cerca de 100 alunos da cidade vizinha - Guarantã do Norte (MT) –, que serão beneficiados com o programa.

Segundo o sargento da FAB, Joelson Vanderlei Nery, do CPBV, “essa integração com a sociedade é vital para a formação desses jovens. Um verdadeiro exercício de cidadania.”

Com informações do CPBV/FAB

Fotos: Sgt Nery  e Sd Schemmer/CPBV

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

registrado em:
Assunto(s): CPBV , FAB
Fim do conteúdo da página