Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Esporte
Início do conteúdo da página

Esporte

Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas

O desporto militar brasileiro tem uma longa tradição de títulos, medalhas, recordes e marcas, que há décadas enriquece a história esportiva do país. A primeira medalha olímpica de ouro conquistada pelo Brasil foi obra de um atleta militar, o tenente do Exército Guilherme Paraense, vencedor da prova de tiro esportivo – pistola rápida nas Olimpíadas da Antuérpia, em 1920. Na mesma ocasião, o senhor Afrânio da Costa, conquistou a medalha de prata na prova pistola livre e a equipe brasileira, composta pelos senhores Sebastião Wolf, Dario Barbosa e Fernando Soledade, conquistou a medalha de bronze na prova pistola livre.

Outro grande atleta da nossa história, João Carlos de Oliveira, o “João do Pulo”, era sargento do Exército e conquistou o tricampeonato mundial no salto triplo, sendo detentor do recorde mundial da prova por mais de uma década.  

Nos Jogos Olímpicos Rio 2016, o Ministério da Defesa ultrapassou as metas estabelecidas, ao classificar 145 atletas militares para integrarem as seleções olímpicas e conquistar 13 medalhas, das 19 obtidas pelo Time Brasil. Os números foram superiores a Londres, em 2012.

A contribuição das Forças Armadas, com o apoio do então Ministério do Esporte, dos Comitês Olímpico do Brasil e Paralímpico Brasileiro, das confederações e federações esportivas, dos clubes sociais, entre outros parceiros, permitiu que atletas militares obtivessem 68% dos pódios. Os medalhistas brasileiros que integram o Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR) do Ministério da Defesa se destacaram nas competições.

O Ministério da Defesa atua em prol do desenvolvimento do esporte militar brasileiro por meio do Departamento de Desporto Militar (DDM) da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (SEPESD). O DDM é responsável por todos os eventos desportivos que envolvem as Forças Armadas.

Mais que um estímulo para os militares lutarem e se confraternizarem em arenas desportivas, as competições nacionais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica incentivam os atletas na busca da superação – inclusive para atingir melhores índices técnicos, criando oportunidades para o surgimento de atletas de alto rendimento capazes de bem representar o Brasil em competições mundo afora. 

Conheça o livro sobre a 6ª edição dos Jogos Mundiais Militares, na Coreia do Sul.

Saiba mais sobre a iniciativa patrocinada pelo Ministério da Defesa voltada à descoberta de novos talentos esportivos

Conheça o órgão do Ministério da Defesa responsável por organizar e estimular a prática esportiva no meio militar

Fim do conteúdo da página