Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Áudios > Ministérios da Defesa e da Justiça acertam atuação conjunta para incentivar Base Industrial de Defesa
Início do conteúdo da página
Áudios

Ministérios da Defesa e da Justiça acertam atuação conjunta para incentivar Base Industrial de Defesa

Publicado em Segunda, 18 de Abril de 2016, 09h59 | Voltar à página anterior


Duração: 1'57" | CONFIRA O ÁUDIO ANEXO

18/04/2016

REPÓRTER: Os Ministérios da Defesa e da Justiça fecharam recentemente uma medida de atuação conjunta no sentido de assegurar que as aquisições dos órgãos de segurança pública busquem os equipamentos que vêm sendo desenvolvidos pela indústria nacional de defesa. A ideia é que instituições como polícias civis e militares, corpo de bombeiros e guardas municipais possam comprar armamentos e outros tipos de produtos da nossa indústria nacional, fomentando o setor e reduzindo gastos com produtos importados. Conforme explica a secretária de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, Perpétua Almeida.

SONORA: secretária de Produtos de Defesa, Perpétua Almeida: Considero importante a gente identificar e explorar esses pontos de convergência entre os produtos, e até os sistemas de defesa e de segurança. Isso contribui para potencializar a obtenção, a compra dos nossos produtos, ao mesmo tempo em que, quando a gente pensa em racionalizar o poder de compra, nós estamos, ao mesmo tempo, incentivando, fomentando a nossa Base Industrial, assim como estamos economizando dinheiro público, tanto da Defesa, como da segurança pública.

REPÓRTER: A secretária destaca que a indústria nacional de defesa tem plenas condições de atender às necessidades dos órgãos de segurança pública.

SONORA: secretária de Produtos de Defesa, Perpétua Almeida: Nós sabemos que produtos de defesa e de segurança, eles exigem alto grau de desempenho e de confiabilidade. Eu afirmo aqui: a indústria brasileira, ela está capacitada e está preparada para atender a demanda da defesa e da segurança.

REPÓRTER: Para dar seguimento a parceria, foi criado um grupo de trabalho com a SENASP - Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça – para ampliar o diálogo com os órgãos de segurança pública. Dentre as iniciativas já estabelecidas, destacam-se a elaboração de editais para Atas de Registro de Preço em âmbito nacional; a produção de um catálogo de produtos a ser distribuído para todos os entes e a proposição de um sistema de identificação de conformidade de requerimentos.

Reportagem: Marina Mello

registrado em:
Fim do conteúdo da página