Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Áudios > Memorando de Entendimento preserva história da Guerra da Tríplice Aliança
Início do conteúdo da página
Áudios

Memorando de Entendimento preserva história da Guerra da Tríplice Aliança

Publicado em Sexta, 08 de Abril de 2016, 16h47 | Voltar à página anterior


Duração: 1'24" | CONFIRA O ÁUDIO ANEXO

08/04/2016

LOC/REPÓRTER: Os ministros da Defesa do Brasil, Aldo Rebelo, e do Paraguai, Diógenes Martínez, assinaram recentemente um memorando de entendimento que prevê a preservação da memória da Guerra da Tríplice Aliança, ocorrida entre os anos de mil oitocentos e sessenta e quatro e mil oitocentos e setenta. No memorando, os dois países se comprometem a catalogar documentos referentes à Guerra que estão em poder do Brasil e do Paraguai, e, também, que possam estar em outros países. Além disso, está prevista a preservação de sítios históricos que contam a história da Guerra. O ministro Defesa, Aldo Rebelo, que esteve no Paraguai em visita oficial, explica a importância da medida.

TEC/SONORA: ministro da Defesa, Aldo Rebelo: Nós queremos que a memória da Guerra seja conhecida por todos, e isso só é possível com a abertura dos documentos para os pesquisadores de todo o mundo. Preservar a memória é preservar a história dos nossos países, dos nossos povos, valorizar o papel dos soldados que se sacrificaram defendendo a sua pátria.

LOC/REPÓRTER: Os dois países também se comprometeram a preservar os equipamentos militares e civis que foram usados durante a Guerra. Além de armas e embarcações, a ideia é resgatar materiais que eram utilizados no dia a dia dos militares envolvidos no conflito, como utensílios de cozinha.

Reportagem: Marina Mello

registrado em:
Fim do conteúdo da página