Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está em: Página inicial > Forças Armadas e EMCFA > Força Aérea Brasileira
Início do conteúdo da página
Forças Armadas e EMCFA

Força Aérea Brasileira

Publicado em Terça, 03 Dezembro 2013 17:09 | Última atualização em Quinta, 23 Março 2017 17:53

Foi em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial, que a Força Aérea Brasileira (FAB) teve seu batismo de fogo. A partir da junção de equipamentos aéreos e pessoal da Marinha, do Exército e do então Departamento de Aviação Civil (DAC), instituiu-se o Ministério da Aeronáutica, que teve na FAB seu braço armado.

Passada a heróica participação em combates nos céus da Itália, ao lado das forças aliadas, a FAB tem hoje a missão de manter a soberania do espaço aéreo nacional, prevenindo e impedindo a prática de atos hostis ou contrários aos interesses do país.

A Força Aérea Brasileira está capacitada para atuar tanto na vigilância, quanto no controle e na defesa do espaço aéreo. Para tanto, dispõe de modernos recursos para detecção, interceptação e eliminação de equipamentos aéreos, terrestres e aquáticos.

Amplas, as atribuições do Comando da Aeronáutica incluem o provimento da segurança da navegação aérea; a operação do Correio Aéreo Nacional; o apoio logístico, de inteligência, de comunicações e instrução na repressão a delitos que envolvam o uso do espaço aéreo e as áreas aeroportuárias; além do controle do espaço aéreo brasileiro em cooperação com os organismos de fiscalização competentes.

Para reforçar a capacidade dissuasória da Força Aérea Brasileira, o Ministério da Defesa anunciou, em dezembro de 2013, a negociação, com transferência de tecnologia, de modernos caças Gripen-NG, fabricados pela empresa sueca SAAB.

A FAB conta hoje com mais de 68 mil homens e mulheres em seus quadros. O atual comandante da Aeronáutica é o tenente-brigadeiro-do-ar Nivaldo Luiz Rossato.

Visite o sítio eletrônico da Força Aérea Brasileira para obter mais informações: http://www.fab.mil.br

Fim do conteúdo da página